• 17 de julho de 2017

BioCatch desenvolve patente para a detecção de ameaças de acesso remoto

A BioCatch, líder global em biometria comportamental, anunciou esse mês sua nova patente, nomeada “Dispositivo, Método e Sistema de Detecção e Diferenciação de Usuários de Acesso Remoto”. A patente norte-americana 9690915, que identifica comportamentos genuínos e mal-intencionados em ferramentas de acesso remoto, é a 23ª patente concedida ao portfólio de propriedade intelectual da BioCatch.

Os trojans de acesso remoto (Remote Access Trojans ou RATs) ocorrem geralmente na forma de malware, permitindo que o fraudador assuma o controle administrativo de um dispositivo. Entretanto, através de técnicas de engenharia social (como phishing por telefone ou SMS), esse tipo de ataque envolve indivíduos que assumem o controle do dispositivo de uma vítima para obter acesso a contas e credenciais, além de interceptar e redirecionar atividades na web.

RATs continuam a ser o método de ataque preferido de fraudadores devido à dificuldade em detectá-los. As ferramentas tradicionais de detecção de malware não são capazes de reconhecer a maioria dos ataques de RATs, já que fraudadores assumem remotamente a sessão após o usuário ter realizado a autenticação sem o envolvimento de qualquer malware. Da mesma forma, dispositivos tradicionais e ferramentas de verificação de localização geográfica não são eficazes no reconhecimento de RATs.

“Dado o ritmo dos recentes ataques digitais, está claro que os métodos atuais de cibersegurança são insuficientes. Os cibercriminosos de hoje são extremamente experientes e pacientes e utilizam métodos que entram em atividade após a autenticação e o acesso do usuário. Ao trabalhar com nossos clientes globais – que utilizaram outros tipos de solução antifraude – está claro que a análise comportamental do usuário é a única maneira de identificar com precisão ameaças atuais, como RATs, sem que a experiência do usuário seja comprometida. A BioCatch monitora o comportamento do usuário durante uma sessão online, identificando ameaças que exibem comportamentos anômalos, qualquer que seja sua origem. Estamos muito orgulhosos de ter obtido uma patente para esse tipo de abordagem, que reflete a exclusividade e o valor que a BioCatch oferece”, disse Avi Turgeman, cofundador e diretor de tecnologia da BioCatch.

Com esta última aquisição, o portfólio de propriedade intelectual da BioCatch agora possui 48 patentes, incluindo patentes pendentes e concedidas. A maioria delas é focada no conceito Invisible Challenges, que realiza testes sutis em uma sessão online a fim de provocar respostas subconscientes que podem ser analisadas pelo sistema da BioCatch. A abordagem inovadora e a liderança no mercado de cibersegurança da BioCatch resultaram na conquista do Prêmio Global Frost & Sullivan de 2017 na categoria de inovação e novos produtos. A empresa conquistou também o Prêmio Red Herring 100 na Europa e na América do Norte. Atualmente, a BioCatch monitora mais de 4 bilhões de transações por mês.

Fonte: BioCatch

Deixe um comentário sobre o post